Conheça melhor nossa história

Edição 2016

Local da Edição: Santa Cruz Cabrália - Bahia
Data da Edição: De 16 a 24 de abril de 2016
Nº de Atendimentos: 42.271
# Galeria de Fotos Flickr

De 16 a 24 de abril, mais de 400 profissionais voluntários atuaram no mutirão solidário Voluntários do Sertão, que este ano realizou mais de 40 mil atendimentos e procedimentos médicos, odontológicos e sociais para as pessoas de Santa Cruz Cabrália, na Bahia, e também toda região.

Nesta edição, pela primeira vez, populações indígenas foram atendidas pelo mutirão. Índios de 56 aldeias, provenientes de 12 etnias, foram beneficiados pela ação. Além dos indígenas, a população de Cabrália e da região também receberam atendimentos.
“Desta vez, contamos com o apoio da SESAI (Secretaria Especial da Saúde Indígena), que através do Ministério da Saúde apoiou o mutirão, o que foi fundamental para a execução de mais esta ação e também para o sucesso que tivemos em números históricos de atendimentos e participação de voluntários”, conta Doreedson Pereira, o Dorinho, idealizador do mutirão.

Santa Cruz Cabrália é historicamente conhecida como a cidade do descobrimento, foi nas praias de lá que os portugueses desembarcaram no Brasil no ano de 1.500. Por isso, a cidade possui vários pontos históricos, como a igreja onde foi celebrada a primeira missa no Brasil. E com essa bagagem cultural e paisagens incríveis que os profissionais atuaram voluntariamente como forma de auxílio humano e social. A maioria dos profissionais voluntários é da cidade sede da Organização Voluntários do Sertão, Ribeirão Preto – SP, no entanto, médicos, dentistas e profissionais de outras frentes saem de diversas cidades do Brasil para atuarem como voluntários nessa ação do bem.

“O Voluntários do Sertão é um projeto contagiante, pela seriedade, pela amplitude, pelo número de pacientes que são atendidos. É muito gratificante fazer parte de tudo isso. Certamente todos os profissionais voltam renovados, é uma sensação de que recebemos muito mais do que fizemos”, destaca o dentista voluntário Dr. Rogério Azevedo, em sua segunda participação no Voluntários do Sertão.

Para o coordenador do DSEI Bahia, Jerry Matalauê, o mutirão foi um sucesso. “A ação superou as nossas expectativas. A maior contribuição de um mutirão como este está justamente na oferta de serviços que são imprescindíveis à população, como os atendimentos de média e alta complexidades, e que não são ofertados pelo DSEI [Distrito Sanitário Especial Indígena]. Além disso, esta é uma região muito carente na oferta de serviços de saúde, seja qual for a área”, destacou.

O indígena Antônio Ulicio Pereira Pataxó (43), da aldeia Coroa Vermelha, disse que a ação ficará marcada para sempre na memória de toda população da região. “Essa é uma região muito carente de serviços de saúde. Eu mesmo nunca havia procurado um cardiologista no SUS, porque não tinha coragem de entrar na fila de espera. Aqui, além do cardiologista, serei consultado também por um urologista, e tudo num único dia”, disse.
Dorinho acrescenta que está feliz e satisfeito com os resultados obtidos. “A cada ano o mutirão envolve cada vez mais profissionais dispostos a oferecerem suas habilidades para pessoas que muitas vezes não têm acesso à saúde. E, nesta nossa
comemoração de 16 anos de mutirão realizamos pela primeira vez em nossa história o atendimento de populações indígenas, mais um marco em nossa trajetória”, conta.
Além de todos os atendimentos e procedimentos, outra importante vertente da ação são as palestras de orientação social e de higiene. “Outro ponto forte no mutirão é a orientação preventiva, como a ação no escovódromo, onde crianças e adultos recebem orientações de prevenção”, ressalta Marta Meire, Gestora da Organização Voluntários do Sertão.

“A equipe de educação do Voluntários do Sertão atuou nas áreas de entretenimento, higiene bucal, assistência e previdência social. Foi composta por dentistas, psicólogos, assistentes sociais e artistas circenses. Neste ano contamos com a participação da Justiça Federal no encaminhamento de processos, bem como dinâmicas com o juiz da infância e juventude de Ribeirão Preto. Este é um trabalho importante porque resgata a cidadania e deixa o legado com a educação, visando a diminuição da desigualdade social e proporcionando bem-estar e justiça social”, completa o advogado Hilário Bocchi, responsável pela orientação previdenciária e coordenação das palestras.
A dona de casa Maria do Carmo Barboza, de 68 anos, realizou a cirurgia de catarata, na carreta de oftalmologia, e agradece a passagem do mutirão pela cidade. “Quero agradecer toda a equipe, foi muito importante esse trabalho aqui. Fiz a operação de catarata, estou me sentindo bem e gostaria que voltassem em breve. Só tenho a agradecer”, enfatiza que um sorriso no rosto.

A Ação em números:

Cardiologia - 166
Clínica Médica - 1668
Consulta Especializada / Pré Cirúrgica - 721
Dermatologia - 269
Enfermagem - 15818
Farmácia - 4371
Fonoaudiologia - 196
Gastroenterologia - 395
Ginecologia - 1068
Nutrição - 290
Odontologia - 2244
Oftalmologia - 4694
Ortopedia - 206
Otorrinolaringologia - 99
Pediatria - 1816
Psicologia - 150
Triagem - 2352
Urologia - 376
Total = 36899

CIRURGIAS:
Catarata - 1420
Pterígio - 23
Yag Laser - 89
Dermatológica - 220
Cirurgia Geral - 106
Cirurgia Ginecológica - 40
Cirurgia Urológica - 81
Total: 1979

PROCEDIMENTOS/EXAMES
Amostras de biópsias - 308
CAF - 2
Colesterol - 111
Colposcopia - 77
Densitometria Óssea - 213
Eletrocardiograma - 114
Exames Citopatológicos - 648
Hemoglobina Glicada - 147
Mamografia - 314
Prótese dentária - 80
Ultrassonagrafia - 806
Urina I - 108
Vulvoscopia - 4
Total = 2932

OUTRAS AÇÕES:
Atendimentos Previdenciários - 325
Processos - 35
Uniões estáveis - 101
Total: 461

Total Geral 42.271

PRODUTOS DISTRIBUÍDOS:
Kits de Higiene Pessoal - 5000
Kits de Higiene Bucal - 5000
Kits de Multimistura - 700
Óculos de grau - 2293


Vídeo


Galeria de Fotos


Parceiros